Doenças da Hipófise

hipofise

A hipófise é uma pequena glândula localizada na sela túrcica, região interna do crânio, atrás da cavidade ocular. Produz seis hormônios responsáveis pelo funcionamento de todas as outras glândulas e tecidos do corpo: LH, FSH, Prolactina, ACTH, GH e TSH. Imagem.

Hipófise

A hipófise é uma pequena glândula localizada na sela túrcica, região interna do crânio, atrás da cavidade ocular. Produz seis hormônios responsáveis pelo funcionamento de todas as outras glândulas e tecidos do corpo: tireoide, adrenal, ovários, testículos, glândulas mamárias e fígado.

Os hormônios produzidos pela hipófise são: LH, FSH, Prolactina, ACTH, GH e TSH.


LH e FSH

São hormônios responsáveis pela reprodução. Estimulam a produção de testosterona pelos testículos e de estrogênio e progesterona, pelos ovários.

Sintomas

A falta desses hormônios, conhecida como hipogonadismo, leva à falta de caracteres sexuais secundários masculinos ou femininos (mama, pelos e o aumento de testículos e pênis).

Diagnóstico

O diagnóstico é feito através de exame clínico, dosagens hormonais e, se necessário, métodos de imagem.

Tratamento

O tratamento é feito através da reposição de testosterona ou estrogênio/progesterona.


Prolactina

É o hormônio necessário para a lactação, tendo influência na reprodução.

Sintomas

Somente o aumento da produção da prolactina, também conhecida como hiperprolactinemia, gera sintomas. Entre eles: dor de cabeça, ausência de menstruação, falta de libido, secreção leitosa pela mama (galactorréia) e, em alguns casos, perda de visão periférica.

Causas

As causas mais comuns da hiperprolactinemia são: gravidez, prolactinomas (tumores produtores de prolactina), uso de medicamentos, depressão ou estímulo contínuo da auréola mamária.

Diagnóstico

Feito através de exame clínico, dosagem de prolactina no sangue e, se a hipótese for prolactinoma, ressonância magnética de sela túrcica.

Tratamentos

O tratamento será feito feito conforme a causa da hiperprolactinemia. Pode ser medicamentoso ou, em casos raríssimos, por cirurgia transesfenoidal (através do nariz).


ACTH

É o hormônio que estimula a glândula adrenal (ou suprarrenal), que produz três hormônios: cortisol, aldosterona e andrógenos.

Sintomas

Os sintomas dependem da hiperprodução ou da falta de produção do ACTH.

Hiperprodução
Os mais comuns são: hipertensão, obesidade, diabetes, estrias vermelhas na região abdominal e rosto bem arredondado com bochechas vermelhas.

Falta de produção do ACTH
Os mais comuns são: pressão baixa, dificuldade de se manter em pé, escurecimento da pele em dobras e na face e hipoglicemias.

Causas

Hiperprodução: tumor produtor de ACTH.

Falta de produção: doenças auto-imunes (hipofisite) ou retirada, por cirurgia, da hipófise.

Diagnóstico

Feito através de exame clínico, dosagem de hormônios no sangue e exames de imagem, como ressonância magnética.

Tratamento

Se o caso for de falta de produção do ACTH, o tratamento será realizado por reposição hormonal. A cirurgia transesfenoidal é indicada se a causa for um tumor hipofisário produtor de ACTH.


GH

É o hormônio responsável pelo crescimento através do estímulo de um outro hormônio, conhecido como IGF-1.

Sintomas

Os sintomas dependem da hiperprodução ou da falta de produção do GH.

Hiperprodução
Os mais comuns são: hipertensão; diabetes; aumento de mãos e pés; aumento da língua, nariz e testa; alteração do timbre de voz; verrugas na região do pescoço e tórax; alteração de arcada dentária.

Crianças ou adolescentes acometidos pela hiperprodução apresentam quadro de gigantismo.

Falta de produção
Crianças ou adolescentes com falta do GH apresentam quadro de nanismo.

Os sintomas são muito sutis nos adultos, que apresentam diminuição de massa muscular e óssea e aumento de massa gorda.

Causas

A hiperprodução de GH é causada por tumores.

A falta de produção do hormônio pode ser causada por doenças auto-imunes, ausência (mais comum em crianças) ou retirada da hipófise.

Diagnóstico

Feito através de exame clínico, dosagem de hormônios no sangue ou ressonância magnética.

Tratamento

Independentemente da faixa etária, a falta de produção do GH é tratada por reposição hormonal. No caso dos adultos, os benefícios da reposição devem ser avaliados com um maior critério, pois o tratamento é de alto custo.

A cirurgia transesfenoidal é indicada se a causa for um tumor hipofisário, produtor de GH. Existem medicamentos por via oral que ajudam a controlar a doença.


TSH

É o hormônio responsável pelo estímulo da glândula da tireoide.

Sintomas

Os sintomas dependem da hiperprodução ou da falta de produção de TSH.

Hiperprodução
Os mais comuns são: taquicardia, tremores de mão, emagrecimento importante (com ingesta normal de alimentos), sudorese e insônia.

Falta ou baixa produção
Os mais comuns são: sonolência, cansaço, déficit de memória, inchaço, depressão, queda de cabelo, unhas fracas e intestino preso.

Causas

A hiperprodução de TSH é causada por tumores.

A falta de produção do hormônio pode ser causada por doenças auto-imunes ou retirada da hipófise.

Diagnóstico

Feito através de exame clínico, dosagem de hormônios no sangue ou ressonância magnética.

Tratamentos

A falta de produção do TSH é tratada por reposição hormonal.

A cirurgia transesfenoidal é indicada se a causa for um tumor hipofisário, produtor de TSH.